Fim da raça humana?

Não é de hoje que sabemos que a agricultura depende das abelhas, mas só recentemente o desaparecimento delas tem se mostrado um problema para nós.

A Importância das Abelhas para os Alimentos
A função principal, ou mais explorada, das abelhas é a da polinização. O papel das abelhas neste processo é crucial, já que se descobriu que cerca de 2% das abelhas selvagens do planeta são responsáveis pela polinização de 80% das culturas mundiais.

Isto significa que sem abelhas não haveria frutos silvestres, tomates, abacates, couves, maçãs, amêndoas, laranjas, entre muitos, muitos outros alimentos. O que significaria, então, a uma escala global, o desaparecimento das abelhas? Possivelmente, enormes dificuldades em produzir comida para toda a população do mundo.
 

A Importância das Abelhas na Cadeia Alimentar
Mas não só são os humanos a beneficiar dos alimentos que existem graças às abelhas. Os animais também se alimentam de vegetais, pelo que também eles sofreriam.

As abelhas são responsáveis por grande parte da polinização mundial de alfafa, que é amplamente usada para alimentar gado. Aqui, a importância das abelhas manifesta-se indiretamente, mas sabemos que se não houver abelhas, não haverá alimentos para os animais herbívoros.

Por sua vez deixariam de alimentar os animais carnívoros, destruindo a agricultura e a indústria, por exemplo, de alimentos lácteos.

A Importância das Abelhas para os Ecossistemas
Imaginemos que não mais existiam abelhas. O que é que representaria para os ecossistemas? Resposta simples: o fim deles.

Se não houver abelhas, não se dá 80% da polinização, não haverá alimentos para grande parte dos pássaros, insetos e outros animais, toda a cadeia alimentar sofre, os animais morrem. O ecossistema fica destruído.

Além disso, as abelhas contribuem em muito para a biodiversidade no planeta. Um exemplo? As abelhas polinizam flores selvagens que enriquecem as paisagens e jardins.

Abelhas mortas sem causa aparente tem aparecido ao redor do mundo todo

Mas o quem causado a morte delas?

Os especialistas estão preocupados com a diminuição das populações, principalmente na Europa e na América. As razões para esta quebra nas populações incluem: agricultura intensiva, uso de pesticidaspoluiçãointrodução de espécies de diferentes partes do mundo, doenças, uso de culturas geneticamente modificadas e alterações climáticas – lembre-se que as emissões de dióxido de carbono voltaram a aumentar.

Além destas, os cientistas apontam mais uma razão: dedicar extensas áreas ao cultivo de uma única cultura cria habitats pobres para polinizadores como as abelhas. De notar que a criação em massa de abelhas e o seu transporte também causa a propagação de doenças entre as colónias.